Desabafo de Cris Passinato

Desabafo de Cris Passinato

Preciso de sua ajuda!

Está ocorrendo há dois anos um grande engano: um texto meu está circulando como se fosse de autoria de Charles Chaplin. Sinto-me vaidosa e lisonjeada a ser comparada a tal artista, mas de qualquer modo, é necessário corrigir tal engano. Por isso, por favor, peço a sua compreensão, ajuda e divulgação do titulo correto e a autoria…

Eu fiz uma busca no Yahoo que dá em 955 ocorrências de sites. É muita coisa e meus amigos poetas estão também me ajudando muito nesta tarefa. Acontece que os webmaster recebem muitas vezes via e-mail vários textos do tipo: autor desconhecido, e, assim, outros autores sendo confundidos. Há pouco, tivemos um exemplo de uma crônica escrita por alguém que se intitulou ou trocaram o autor como se fosse o jornalista Arnaldo Jabor, Faz Parte e no Manhattan Connection. O “Jaba” mandou ver nos internautas sem saber realmente o que ocorre, porque realmente é triste vermos o nosso nome veiculado de uma forma indevida, ou mesmo se não colocam os créditos de nossos trabalhos em algum lugar. Imagine eu com essa troca de autoria

Tentando provar que não é do Chaplin e sim meu o texto, às vezes tenho que escanear minha agenda antiga para mostrar, e, assim mesmo, pouca credibilidade tenho, porque poderia tê-lo copiado. Peço aos companheiros que façam buscas a sites de universidades e, aos pesquisadores da área de letras e cinema, que estudam e publicam na internet sobre a vida de Chaplin. Com certeza não encontrarão tal poesia na obra dele..Os textos de Chaplin são na maioria das vezes narrativos e assim mesmo, quando traduzidos não teriam tal harmonia, só se eu tivesse um domínio muito bom do inglês e o estudasse muito para fazer tão boa tradução, o que não é nem de longe o meu caso.

Infelizmente ainda não tive como pagar o registro dos direitos autorais de minhas poesias, mas tenho uma amiga que esta me ajudando quanto a esse problema e tão logo eu possa publicarei um livro impresso e até quem sabe um e-book. Senti uma enorme sensação de perda, de roubo, mesmo confundida com um consagrado Gênio, que está morto e que admiro muito também. São quase 1000 páginas publicando minha poesia como se fosse de Chaplin e até mesmo no site da CBN o jornalista Reinaldo (esqueci o sobrenome) em sua coluna no site colocou duas poesias minhas, com autoria do ator; mas, “Preciso deAlguém” (às vezes confundida por títulos como Amizade e Preciso de Alguém Como Você) e “Sorria…” são poesias minhas e referem-se, inclusive, a situações vividas por mim.

Sabendo do seu interesse no assunto, se puder repassar esse depoimento eu agradeceria muito.

Um abraço
Cristiana Passinato
ICQ 44500248
www.poesiasdacris.cjb.net

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *